Campo Grande/MS, Quinta-Feira, 13 de Dezembro de 2018 |
27˚
(67) 3042-4141
Política
Sexta-Feira, 01 de Abril de 2016, 12h:59
Tamanho do texto A - A+

Em posse como secretário de Segurança, Barbosinha diz que polícia o terá como primeiro aliado

Governador criticou Dilma por nomear procurador para o Ministério da Justiça, o que levou o STF a suspender o ato e obrigou a saída de Sílvio Maluf

Adriel Mattos
Capital News

Deurico/Capital News

Em posse como secretário de Segurança, Barbosinha diz que polícia o terá como primeiro aliado

Barbosinha trará o delegado Antônio Carlos Videira para ocupar o cargo de secretário-adjunto

O novo secretário de estado de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul, José Carlos Barbosa, o Barbosinha (PSB), tomou posse na manhã desta sexta-feira (1°) no cargo afirmando que chega para ser soldado. “As instituições policiais terão em mim o primeiro aliado”, destacou.

Ele assume a cadeira deixada por Sílvio Maluf, que foi obrigado a sair da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) por força de decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). Assim como o ex-adjunto, Helton Fonseca, Maluf reassume o cargo de procurador de justiça no Ministério Público do Estado (MPMS).

Barbosinha trará o delegado Antônio Carlos Videira para ocupar o cargo de secretário-adjunto, sendo essa a primeira mudança na pasta. “Estaremos analisando junto com o governador [Reinaldo Azambuja] o perfil de cada um e as mudanças que se fizerem necessárias”, justificou.

Deurico/Capital News

Em posse como secretário de Segurança, Barbosinha diz que polícia o terá como primeiro aliado

Ex-secretário lembrou os avanços na área de segurança enquanto esteve na Sejusp

Despedida
Em seu último discurso, o agora ex-secretário lembrou os avanços na área de segurança enquanto esteve na Sejusp. “Conseguimos globalmente dos crimes letais reduzir, em relação ao ano passado [2015], 16,7%. Os homicídios dolosos [quando há intenção de matar] reduzimos em 19,3%”, citou Maluf.

Porém, ele reconheceu que o número de roubos e furtos vem crescendo. “Com relação aos roubos e furtos, continuamos amargando no vermelho. Houve um aumento de 5,8% nos roubos e 0,6% nos furtos”, apontou.

“Que você [Barbosinha] seja um farol na segurança pública e aos nossos policiais. Deixamos essa secretaria com uma harmonia entre as forças [de segurança], que era uma das nossas propostas iniciais”, afirmou Maluf.

Por fim, o ex-secretário recitou a música Fado Tropical, de Chico Buarque, agradecendo aos servidores e desejando sorte ao sucessor. Quando me encontro no calor da luta / Ostento a aguda empunhadora à proa, / Mas meu peito se desabotoa. [...] Que Deus te abençoe, Barbosa, e obrigado a todos”, finalizou.

Deurico/Capital News

Em posse como secretário de Segurança, Barbosinha diz que polícia o terá como primeiro aliado

Barbosinha afirmou que o combate ao crime não exclui o respeito aos direitos humanos

Desafios
No discurso de posse, Barbosinha diz que se sente honrado por suceder Maluf e está ciente das dificuldades que tem e terá na Sejusp. “É uma satisfação, doutor Maluf, de poder ter a honra de suceder Vossa Excelência. [...] Sei das imensas dificuldades que estamos enfrentando e iremos enfrentar. Mas tive a clara percepção que serei transportando por braços fortes”, falou referindo-se aos servidores da pasta.

“O estado de Mato Grosso do Sul será sempre o primeiro a homenagear e defender o bom policial, para que ele possa proteger a sociedade. O crime organizado não respeita fronteiras, [...] ataca de forma covarde e a única forma de combatê-lo é o planejamento, inteligência e capacidade de atuação entre os entes federados”, destacou o novo secretário.

Barbosinha afirmou que o combate ao crime não exclui o respeito aos direitos humanos. “É preciso desfazer a noção equivocada quando falamos do combate firme ao crime que isso seja excludente com relação aos direitos humanos. Não se pode condenar uma missão do estado, mas não se pode aceitar sob qualquer forma a violação dos direitos fundamentais e das liberdades públicas”, opinou.

“Fui prefeito aos 23 anos de idade em uma pequena cidade [Angélica]. Gerenciei a Sanesul [Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul] por mais de sete anos. Portanto, o desafio da segurança pública não me assusta”, ressaltou o novo secretário.

Por fim, Barbosinha lembrou que todos os servidores da segurança poderão contar com ele. “Desde o mais humilde cargo até chegar ao mais alto posto terão ao seu lado um amigo, companheiro determinado. [...] Que Deus nos abençoe nessa missão!”, finalizou.

Deurico/Capital News

Em posse como secretário de Segurança, Barbosinha diz que polícia o terá como primeiro aliado

Governador afirmou que espera que o novo secretário aprimore o trabalho do antecessor

Reconhecimento e perspectiva
O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) agradeceu em discurso ao ex-secretário pelos serviços prestados. “Gratidão ao Ministério Público que emprestou o Silvio e o Helton para vir servir ao Mato Grosso do Sul. [...] O pedido que fiz [a Maluf] foi um só: que fosse possível construir uma política de segurança pública para o estado”, lembrou.

Azambuja criticou a presidente da República, Dilma Rousseff (PT), por motivar o STF a suspender a nomeação do ex-procurador-geral de justiça da Bahia como ministro da Justiça e determinar que outros membros do MP deixassem cargos políticos. “Ele [Maluf] foi interrompido por uma decisão legal que respeitamos do Supremo Tribunal Federal das muitas lambanças da presidenta Dilma fez. Ela [Dilma] resolveu convidar um procurador de justiça e acabou nos fazendo perder o Sílvio e o Helton”, opinou.

Por fim, o governador afirmou que espera que o novo secretário aprimore o trabalho do antecessor. “Desejo a você, Barbosinha, toda a força necessária para servir bem ao Mato Grosso do Sul. [...] Você [Barbosinha] vai adentrar [na Sejusp] para continuar o trabalho e aprimorar para a efetiva realização de uma política de segurança pública. [...] Peço [aos servidores da segurança] a mesma compreensão [com Helton] para o José Carlos Barbosa e tenho certeza que ele vai cumprir um grande papel. Sucesso!”, finalizou.

Deurico/Capital News

Em posse como secretário de Segurança, Barbosinha diz que polícia o terá como primeiro aliado

Da esquerda para a direita: Barbosinha, Reinaldo Azambuja e Silvio Maluf

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix