Campo Grande/MS, Sábado, 16 de Dezembro de 2017 | 23:13
27˚
(67) 3042-4141
Política
Quarta-Feira, 19 de Abril de 2017, 13h:33
Tamanho do texto A - A+

Câmara realiza audiência para melhorias no estacionamento rotativo de Dourados

Evento acontece na próxima semana com propostas de especialistas e sociedade para ser entregue à prefeitura

Renato Giansante
Capital News

Divulgação

 Câmara realiza audiência para melhorias no estacionamento rotativo de Dourados

Estacionamento Rotativo de Dourados será tema de debate no dia 23 na Câmara

Na próxima semana, a Câmara de Dourados realiza uma audiência com presença da sociedade e especialistas com intuito de apresentar propostas para a melhoria do estacionamento rotativo presente no município. Serão debatidos temas como a ampliação de vagas, estacionamento para idosos e cadeirantes, como também sobre a contrapartida que o município recebe da empresa que explora o serviço, além de segurança ao veículo do usuário.

“Queremos saber da população o que elas pensam a respeito do serviço prestado em Dourados pelo estacionamento rotativo. Sabemos que o parquímetro é fundamental para organizar e dar fluxo as vagas na região central, no entanto, muitas pessoas têm reclamado sobre a ampliação do estacionamento para áreas residenciais e de estabelecimentos de saúde”, diz o vereador Marçal Filho (PSDB) que é um dos idealizadores do encontro.

O evento acontece na quinta-feira (27) a partir das 19h e terá como palestrantes a Defensora Pública titular da Defensoria Pública da Defesa do Consumidor da Comarca de Dourados, Mariza Fátima Gonçalves, e o doutor em geografia e professor da UFGD, Mário Cezar Tompes da Silva.

O estacionamento rotativo de Dourados está com a empresa EXP Parking que venceu licitação e tem o direito por 10 anos. Em janeiro, ampliou as vagas pagas com autorização da prefeitura, saltando de 1.151 espaços rotativos para 2.251. “É preciso debater com a sociedade sobre os tentáculos do estacionamento rotativo na cidade", pontuou o vereador.

Outro questionamento do vereador é o retorno que a empresa dá ao município e espera ser esclarecimento com o debate. “Quantos a Exp tem arrecadado? Qual o retorno para a administração municipal e qual o planejamento para investir em melhorias na cidade?", indaga Marçal lembrando que muitos usuários têm reclamado quando a falta de vagas de estacionamento para idosos e cadeirantes, da ausência de sinalização vertical, da falta de manutenção de sinalização horizontal, e da qualidade dos estacionamentos, com buracos.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix