Campo Grande/MS, Sexta-Feira, 19 de Janeiro de 2018 | 21:58
27˚
(67) 3042-4141
Política
Terça-Feira, 02 de Janeiro de 2018, 15h:29
Tamanho do texto A - A+

Câmara de Vereadores devolve R$ 5,2 milhões para a Prefeitura em 2017

Repasse é calculado de acordo com o valor da receita corrente líquida anual do município

Flávio Brito
Capital News

 

A Câmara Municipal de Campo Grande transferiu para as contas da Prefeitura em 2017 o valor total de R$ 5.215.009,75 , referente à devolução de duodécimo. “Esse valor é resultado da economia realizada pela Câmara de Vereadores, num trabalho conjunto, durante todo o ano”, explica o presidente da Câmara, vereador professor João Rocha.

Deurico/Arquivo Capital News

 Vereadores votam mesa diretora da câmara e plano administrativo para Campo Grande

Presidente da Câmara de Campo Grande, Vereador João Rocha

 

 

O duodécimo é calculado de acordo com o valor da receita corrente líquida anual do município, Estado e União, destinados aos órgãos dos Poderes Legislativo e Judiciário, do Ministério Público e da Defensoria Pública.

 

Esse repasse mensal de valores do Executivo ao Legislativo é feita de acordo com o  art. 168 da Constituição Federal, dada pela Emenda Constitucional 45/2004 e os parágrafos do art. 29A. Isso porque o texto constitucional passou a consignar a expressão “duodécimos”, conduzindo a uma fração proporcional e constante a ser repassada mensalmente à Câmara Municipal, até o dia 20 de cada mês, o que tem sido repetido nas Leis Orgânicas Municipais, até mesmo em observância à simetria constitucional.  

 

Além disso, o não repasse na data prevista ou o repasse inferior à proporção oriunda da proposta orçamentária tipifica o cometimento de crime de responsabilidade pelo prefeito.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix