Campo Grande/MS, Terça-Feira, 22 de Janeiro de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Política
Quinta-Feira, 31 de Março de 2016, 15h:57
Tamanho do texto A - A+

Assembleia de MS aprova licença de Barbosinha para assumir secretaria de Segurança

Advogado pós-graduado e mestre em Direito Constitucional, parlamentar foi prefeito de Angélica e diretor-presidente da Sanesul

Adriel Mattos
Capital News

Roberto Higa/Assembleia Legislativa

Assembleia de MS aprova licença de Barbosinha para assumir secretaria de Segurança

Barbosinha recebeu dos demais deputados o troféu Cavaleiro Guaicuru

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALMS) aprovou durante a sessão desta quinta-feira (31) projeto de resolução que concede licença parlamentar ao deputado estadual José Carlos Barbosa, o Barbosinha (PSB). Ele assume na sexta-feira (1°) o cargo de secretário de estado de Justiça e Segurança Pública.

A vaga na Casa de Leis poderá ser do ex-comandante da Polícia Militar Carlos Alberto David dos Santos (PSC). O atual titular da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), Silvio Maluf, deixa o cargo após decisão do Supremo Tribunal Federal (STF).

Pelo trabalho realizado na Assembleia, Barbosinha recebeu dos demais deputados o troféu Cavaleiro Guaicuru, réplica da escultura que está no Parque das Nações Indígenas e nome do prédio em que está instalada a Assembleia Legislativa, o Palácio Guaicurus.

Em entrevista ao Capital News na terça-feira (29), o novo secretário afirmou que já conversou com Maluf e o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) para definir os planos na secretaria. “Vamos primeiro conhecer e em seguida aprimorar o que vem sendo feito”, afirmou o deputado, ressaltando que seu antecessor fez “grande trabalho” na Sejusp.

Ex-prefeito de Angélica (1989-1992) e ex-diretor presidente da Empresa de Saneamento do estado, a Sanesul (2007-2014), Barbosinha é graduado em Direito, pós-graduado em Processo Civil e mestre em Direito Constitucional.

 

 Saiba mais

  Em MS, deputado Barbosinha vai assumir secretaria de Justiça e Segurança Pública

Decisão
O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu no dia 9 de março por suspender a nomeação de Wellington César Lima e Silva para o cargo de ministro da Justiça. Lima e Silva é procurador do Ministério Público do Estado da Bahia (MPBA).

Com isso, outros 22 membros do MP também foram obrigados a deixar cargos de secretários de Segurança Pública. Entre eles, o titular da Sejusp, Silvio Maluf, e o adjunto, Helton Bernardes, também serão exonerados e voltam ao Ministério Público.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix