Campo Grande/MS, Terça-Feira, 17 de Julho de 2018 | 09:14
27˚
(67) 3042-4141
Política
Quinta-Feira, 12 de Julho de 2018, 15h:38
Tamanho do texto A - A+

Amarildo Cruz solicita ao Governo do Estado o cronograma dos recursos da Cesp

Foi determinado o depósito em juízo do valor de R$ 560 milhões, sendo 50% do montante para o governo estadual e os outros R$ 280 milhões para os municípios

Flávio Brito
Capital News

Victor Chileno

Projeto homenageia Manoel de Barros e institui Dia do Poeta e da Poesia em MS

Para o deputado Amarildo Cruz, é preciso transparência no uso dos valores

O deputado estadual Amarildo Cruz (PT), 2º secretário da Casa de Leis, apresentará um requerimento ao Governo do Estado, para que a aplicação dos recursos da indenização pelas obras que causaram danos ambientais e sociais, devido a construção da Usina Hidrelétrica de Porto Primavera e do lago, que fica na divisa entre Mato Grosso do Sul e São Paulo, seja detalhada. “Foi determinado o depósito em juízo do valor de R$ 560 milhões, sendo 50% do montante para o governo estadual e os outros R$ 280 milhões para os municípios. Solicito ao Governo do Estado que nos envie o cronograma de aplicação destes recursos provenientes da indenização da [Companhia Energética de São Paulo] Cesp”, disse. 

 

“A população precisa de transparência na utilização destes recursos. Os municípios afetados são Três Lagoas, Brasilândia, Bataguassu, Batayporã, Santa Rita do Pardo e Anaurilândia. Todos as cidades precisam dos recursos para tentar reparar os danos, não só apenas os R$ 280 milhões que já serão destinados a elas, divididos em partes diferentes de acordo com a necessidade de cada município, mas também o montante destinado ao Estado”, relatou.

 

O deputado estadual João Grandão (PT), líder do partido na Assembleia Legislativa, falou da composição orçamentária estadual. “A Casa de Leis pode acompanhar perfeitamente o repasse de recursos pelo Governo do Estado, e este é o momento de outras receitas entrarem na peça orçamentária, isto pode ser debatido com os parlamentares por se tratar de uma receita nova, um programa específico que possa atender esses interesses. É a hora do governo estadual fazer um plano de contenção”, detalhou.

 

O deputado estadual Dr. Paulo Siufi (MDB) agradeceu a explicação do deputado Amarildo Cruz. “Se não fosse a sua explicação, eu não saberia de tudo que aconteceu entre a Cesp e os municípios, das negociações envolvidas e este acordo firmado. O que não entendo é se mudaram as coisas entre o que é rubricado e o que é feito, no município a emenda ao orçamento tinha que ser cumprida, acredito que não deveria ser diferente na esfera estadual. Mas, se não é cumprida a emenda parlamentar, de que forma cumprirão este acordo?”, questionou.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix