Campo Grande/MS, Sábado, 17 de Novembro de 2018 |
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Quarta-Feira, 12 de Setembro de 2018, 15h:27
Tamanho do texto A - A+

Filho de Azambuja se entrega à Polícia Federal; veja a lista completa dos indiciados

Prisão temporária foi decretada na manhã de hoje (12). Ele foi até a sede da PF acompanhado pelo pai, Reinaldo Azambuja

Flávio Veras e Leonardo Barbosa
Capital News

Leonardo Barbosa/Capital News

Filho de Azambuja se entrega à Polícia Federal; veja a lista completa dos indiciados

Operação foi deflagrada na manhã de hoje (12)

O filho do candidato e governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, Rodrigo Souza e Silva, e entregou no início da tarde de hoje a sede da Polícia Federal em Campo Grande. Ele é investigado na Operação Vostok, que tem o objetivo de combater um esquema de pagamento de propinas a parlamentares do estado.

 

Na manhã de hoje, os agentes federais foram até a casa do governador e na casa de Rodrigo e apreendeu computadores e documentação. Além de Rodrigo, outras 13 pessoas também tiveram a prisão preventiva decretada. 

 

De acordo com a PF outro indiciado também se entregou, o pecuarista Ivanildo Ribeiro. Já o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE-MS), Márcio Monteiro, foi preso durante deligências dos agentes federais.

 

Monteiro é acusado pelas delações de executivos da J&F (grupo de investimento que controla a JBS) de ser o responsável por emitir notas fiscais frias para justificar o pagamento de propina a empresários do ramo frigorífico. Márcio Monteiro foi prefeito de Jardim, deputado estadual, deputado federal e secretário estadual de fazenda e recentemente se tornou conselheiro do TCE-MS.

 

O dono da PSG Tecnologia Aplicada, Antônio Celso Cortez, também foi detido. O advogado de Cortez, Carlos Roberto Amaro, afirmou que vai analisar se pedirá liberdade de seu cliente junto ao próprio STJ (Superior Tribunal de Justiça), uma vez que os mandados foram autorizados pelo ministro Félix Fischer, ou direto no STF (Supremo Tribunal Federal).

 

O ex-prefeito de Porto Murtinho e ex-diretor da Sectur, Nelson Cintra, está em viagem e segundo seu advogado, deve se apresentar à PF nesta quinta-feira (13).

 

Operação

A Operação Vostok tem objetivo de combater um esquema de pagamento de propina a representantes da cúpula dos Poderes Executivo e Legislativo estaduais, além do Tribunal de Contas do Estado, no Mato Grosso do Sul. 

 

O inquérito foi autorizado e tramita perante o Superior Tribunal de Justiça (STJ), em Brasília, que decretou as medidas em cumprimento. Aproximadamente 220 policiais federais cumprem 41 mandados de busca e apreensão e 14 mandados de prisão temporária, na capital do estado e nos municípios de Aquidauana, Dourados, Maracaju, Guia Lopes de Laguna; e Trairão no Estado do Pará. São alvos das medidas os endereços residenciais e comerciais dos investigados e os seus locais de trabalho. 

 

As investigações foram iniciadas no início deste ano, tendo por base os termos de colaboração premiada de executivos de uma grande empresa do ramo frigorífico. Os colaboradores detalharam os procedimentos adotados junto ao governo do Estado para a obtenção de benefícios fiscais - TARE's.

 

Lista dos indiciados

Além de Rodrigo Souza e Silva estão o pecuarista, Ivanildo da Cunha Miranda; o empresário João Roberto Baird; o corretor de gado, José Ricardo Guitti Guimaro; o empresário, Antonio Celso Cortez; o pecuarista; Elvio Rodrigues, Francisco Carlos Freire de Oliveira; o deputado, José Roberto Teixeira; o conselheiro do Tribunal de Contas, Marcio Campos Monteiro; o pecuarista, ex-presidente da Fundação de Turismo do Estado, Miltro Rodrigues Pereira Nelson Cintra Ribeiro; ex-prefeito de Dois Irmãos e ex-deputado estadual, Osvane Aparecido Ramos; o empresário, Rubens Massahiro Matsuda e por fim o pecuarista e coordenador regional da Casa Civil, Zelito Alves Ribeiro. (Matéria atualizada para acréscimo de informações)

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix