Campo Grande/MS, Quinta-Feira, 13 de Dezembro de 2018 |
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Quinta-Feira, 06 de Dezembro de 2018, 15h:42
Tamanho do texto A - A+

Após ser espancada por colegas de classe, aluna morre sete dias depois em hospital

Vítima tinha 10 anos e estudava na escola estadual Lino Villachá. Polícia Civil investiga o caso

Flávio Veras
Capital News

Reprodução/Facebook

Após ser espancada por colegas de classe, aluna morre sete dias depois em hospital

 

A estudante, Gabriela Ximenes Souza, de 10 anos morreu manhã desta quarta-feira (6) sete dias após ter sido espancadas por outras duas colegas de classe, 14 anos e uma criança de 10 anos, em frente a escola estadual Lino Villachá, Em Campo Grande. No dia das agressões (29-11), ela foi atendida pelo o hospital, porém foi liberada. 

 

Segundo informações da Polícia Civil, as testemunhas relataram que ela voltou a ser internada na Santa Casa no último dia 4 por estar sentindo fortes dores na coluna e no quadril. No local ela foi submetida a uma cirurgia ortopédica, no entanto veio a óbito às 6h25 de hoje. 

 

A Polícia ainda explicou que apesar das agressões terem sido ocorrem dias na terça, o caso foi registrado pelo órgão apenas hoje, após o falecimento. Por esse motivo e, apesar das agressões, o Boletim de Ocorrência consta como "morte a esclarecer".

 

Em nota, a unidade de saúde informou que a criança tinha vários sinais de espancamento e que passou por exames como tomografia, foi medicada e quando saiu, estava caminhando normalmente.

 

De acordo com a Depac, que fez B.O., a investigação vai ficar a cargo da Deaij (Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e Juventude), responsável por infrações envolvendo crianças e adolescentes.  

 

A assessoria de imprensa da Secretaria Estadual de Educação (SED), responsável pela escola, informou que, embora tenha acontecido fora das dependências do colégio, o órgão vai acompanhar o caso.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix