Campo Grande/MS, Terça-Feira, 27 de Junho de 2017 | 06:20
27˚
(67) 3042-4141
Opinião
Sábado, 17 de Junho de 2017, 07h:00
Tamanho do texto A - A+

Mobile banking ganha preferência entre canais de atendimento

Envie seu artigo para opiniao@capitalnews.com.br

Por Gilberto do Amaral*
Artigo de responsabilidade do autor

O avanço da tecnologia e o consequente maior uso dos canais online trouxeram uma novidade na relação entre instituições financeiras e clientes: o mobile banking alcançou o posto de ferramenta preferida pelos brasileiros. De acordo com a pesquisa Febraban de Tecnologia Bancária 2017, o mobile banking chegou a 21,9 bilhões de operações realizadas em 2016, enquanto o internet banking apresentou queda: em 2015, foram 17,7 bilhões de operações; e um ano após, chegou a 14,8 bilhões.

Divulgação

Gilberto do Amaral - Artigo

Gilberto do Amaral

 


Podemos observar que esta mudança reflete as transformações dos hábitos da população, que, apoiada pela tecnologia cada vez mais acessível e disponível, busca mais comodidade. A possibilidade de realizar transações com o smartphone, em qualquer lugar, facilitou e agregou mais rapidez às transações bancárias. Além das facilidades para a vida moderna, o aumento de usuários do mobile banking reflete os investimentos em tecnologia feitos pelas instituições financeiras. Ainda segundo a pesquisa da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), o montante de aportes em TI somou R$ 18,6 bilhões em 2016. Deste total, 45% foram destinados a software, 35% a hardware e 19% a telecom.

O Sicredi, instituição financeira cooperativa presente em 20 estados brasileiros e com mais de 3,5 milhões de associados, disponibiliza atualmente a segunda versão do seu aplicativo de mobile banking, disponível nas plataformas IOS e Android, e que já teve mais de 750 mil downloads. A ferramenta permite que os associados “se autoatendam”, com liberdade para pagar contas, realizar transferências, contratar crédito, fazer investimentos, entre outras operações, no momento que desejarem.

Vale ressaltar que as agências continuam recebendo investimentos e tendo um papel fundamental no relacionamento entre associado e instituição. No entanto, elas assumem, cada vez mais, o papel de ser um canal para que o público encontre consultoria e aconselhamento financeiro, bem como o detalhamento sobre produtos e serviços oferecidos. Afinal, nada substitui a proximidade do tradicional “olho no olho”, mas os canais como mobile e internet banking atendem a necessidade das operações rotineiras de maneira prática.

O futuro já chegou. Além do mobile banking, o associado conta com um mix de canais de atendimento de acordo com as necessidades do momento: internet banking quando está no escritório em seu desktop ou notebook, caixas eletrônicos quando em deslocamento e agência para tirar dúvidas sobre investimentos. Também vale ressaltar o canal de agente credenciado (lojas/pontos de venda que atuam como correspondentes), que tem papel importante, principalmente em pequenos municípios. Com tudo isso, conseguimos nos manter ativos, simples e próximos, ao mesmo tempo que possibilitamos aos associados do Sicredi desfrutar das experiências que o uso da tecnologia proporciona para facilitar a vida financeira.

 

 

*Gilberto do Amaral

Gerente de Canais de Relacionamento do Banco Cooperativo Sicredi

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix