Campo Grande/MS, Segunda-Feira, 24 de Julho de 2017 | 18:28
27˚
(67) 3042-4141
Nacional
Sexta-Feira, 17 de Março de 2017, 14h:36
Tamanho do texto A - A+

Parte da propina da Operação Carne Fraca era destinada ao PP e PMDB

Operação envolve os maiores frigoríficos do país, em venda ilegal de carnes

Flavia Andrade
Capital News

José Cruz/Agência Brasil

Parte da propina da Operação Carne Fraca era destinada ao PP e PMDB

Operação envolve os maiores frigoríficos do país, em venda ilegal de carnes

Em coletiva a imprensa, o delegado da Polícia Federal (PF) Maurício Moscardi Grillo afirmou que os partidos PP (Partido Progressista) e PMDB (Partido do Movimento Democrático Brasileiro), eram beneficiados com propina envolvendo o esquema ilegal de vendas de carnes.

 

De acordo com o delegado Grillo, “dentro da investigação ficava bem claro que uma parte do dinheiro da propina era sim revertida para partido político. Caracteristicamente já foi falado ao longo da investigação dois partidos que ficaram claros: que é o PP e o PMDB”, afirmou durante coletiva em Curitiba. 

 

Ainda segundo o delegado, “o período da investigação é o período que eu posso dizer, ao longo de dois anos de investigação isso era mais claro para a gente. Não sei se eventualmente um esquema ligado a partidos ocorria há mais tempo e também não ficava caracterizado para a gente para qual político especificamente ia todo esse dinheiro”, concluiu Maurício Moscardi Grillo. 

 

O delegado não soube informar o valor destinado aos partidos até o momento e nem o motivo pelo qual o dinheiro era destinado aos políticos.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix