Campo Grande/MS, Sábado, 18 de Agosto de 2018 | 02:36
27˚
(67) 3042-4141
Esporte
Quinta-Feira, 17 de Maio de 2018, 09h:57
Tamanho do texto A - A+

Paysandu segura empate com CAI e conquista bicampeonato da Copa Verde

Além da taça, Papão garante cota milionária com lugar nas oitavas da Copa do Brasil 2019

Rogério Vidmantas
Capital News

O Paysandu-PA se sagrou campeão da Copa Verde 2018 nesta quarta-feira (16). Após vencer o jogo de ida da final por 2 a 0, o Papão faturou o título da competição ao empatar com o Clube Atlético Itapemirim-ES em 1 a 1 no Estádio Mangueirão, em Belém, e fazer valer a vantagem de ter vencido o jogo de ida por 2 a 0. Campeão de 2016, o time paraense garantiu a festa do bicampeonato diante dos 35 mil torcedores que lotaram o Mangueirão e se tornou o maior vencedor da competição.

Lucas Figueiredo/CBF

Paysandu

Paysandu comemora o bicampeonato na Copa Verde e cota milionária na Copa do Brasil

Em desvantagem na decisão, o Atlético tentou surpreender e adiantou a marcação no início da partida. Sem se desesperar, o Papão valorizou a posse de bola e passou a pressionar os capixabas. Mike e Matheus Silva tiveram chance de abrir o placar para os donos da casa, mas esbarraram nas boas defesas de Bambu. Na reta final, o Galo da Vila respondeu e aproveitou a oportunidade criada para sair na frente com gol Eraldo e abriu o placar, mantendo a esperança do título inédito.

Precisando de um gol para levar a decisão para os pênaltis, o Atlético encontrou dificuldades para chegar com perigo ao gol do Paysandu. Sem se expor, o Papão voltou do intervalo apostando no contra-ataque. Aos 26 minutos, Mike quase igualou o placar, mas Bambu salvou os capixabas. No minuto seguinte, o goleiro não conseguiu evitar o gol de Pedro Carmona, que deixou tudo igual. O empate em 1 a 1 permaneceu até o fim e a festa do título foi bicolor no Mangueirão.

O segundo título da Copa Verde valeu ao Paysandu prêmio de quase R$ 170 mil reais, mas o Papão computou ainda a renda de aproximadamente R$ 1,3 milhão, além de cota garantida de R$ 2,4 milhões pela vaga garantida nas oitavas de final da Copa do Brasil em 2019.

Na próxima edição da Copa Verde, o Operário FC representa o Mato Grosso do Sul em sua terceira participação na competição. Nas cinco edições anteriores, nenhum time do Estado – Cene, Comercial, Sete de Dourados e Corumbaense, além do próprio Galo – conseguiu ir além da primeira fase.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix