Campo Grande/MS, Domingo, 22 de Outubro de 2017 | 17:50
27˚
(67) 3042-4141
Esporte
Sexta-Feira, 06 de Outubro de 2017, 07h:21
Tamanho do texto A - A+

Estadual 2018 pode ter três grupos regionalizados na primeira fase

Clubes analisam três propostas até a reunião do Conselho Arbitral, em novembro

Rogério Vidmantas
Capital News

Rogério Vidmantas/Capital News

Estadual 2018 pode ter três grupos regionalizados na primeira fase

Tavares e Cezário comandaram a reunião com os clubes FFMS

Quarenta dias antes da reunião do Conselho Arbitral que irá definir o formato do Campeonato Estadual 2018, a Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul (FFMS) reuniu nesta quinta-feira (5) os clubes já classificados para a competição. Objetivo do encontro foi começar a discutir as possibilidades de regulamentos e chegar no arbitral, no dia 15 de novembro, com um modelo definido e que se encaixe no período de 85 dias disponíveis de acordo com o Calendário da CBF.

A reunião foi comandada pelo presidente da FFMS, Francisco Cezário, e o vice e também coordenador de competições, Marcos Tavares. Dos dez times com vaga certa, enviaram representantes o campeão Corumbaense e o vice, Novo e ainda Operário, Comercial, União/ABC, Águia Negra, Urso de Mundo Novo e Costa Rica. Naviraiense e Sete de Dourados não participaram. As outras duas vagas saem da Série B com Operário AC, Cena e Misto na disputa.

 

Além da manutenção do atual regulamento, utilizado há alguns anos, os clubes devem estudar outras duas opções propostas, com primeira fase semelhantes. Os 12 clubes seriam divididos em três grupos e jogam em turno e returno, classificando para a segunda fase os dois melhores de cada chave, além de outros dois pelo índice técnico. Os lanternas de cada grupo jogam um triangular da morte para apontar os dois rebaixados. Na divisão das chaves a única certeza é que Corumbaense, Costa Rica e Urso ficariam em grupos diferentes.

A diferença começa nesta segunda fase. Na proposta mais discutida, os oito classificados são divididos em dois grupos de quatro e voltam a jogar em turno e returno. Os dois melhores de cada chave se classificam para a semifinal em dois confrontos de ida e volta e os vencedores fazem a final. Neste caso, o campeonato seria disputado em 16 rodadas.

Proposta do Operário
Na variante defendida pelo Operário, a segunda fase seria disputada com os oito classificados em quatro confrontos ida e volta e os quatro times que avançassem formariam grupo único para jogar em turno e returno. Os dois melhores fariam a decisão. Neste caso, seriam necessárias também 16 rodadas. “Vamos trabalhar para defender essa proposta, mas o importante é que os clubes entendem essa necessidade de se mudar o Campeonato. Acredito que pouco antes do Arbitral podemos voltar a conversar e no dia 15 de novembro ter uma decisão positiva”, afirma Estevão Petrallás, presidente do Galo.

De acordo com o presidente do Águia Negra, Iliê Vidal, para ser definido o melhor formato, deve-se levar em conta o lado financeiro. “Tudo o que a gente faz aqui é pensando em diminuir custos. Isso às vezes faz com que o campeonato não seja o ideal aos olhos de todos ou a forma mais justa como todos contra todos”, explica.

Rogério Vidmantas/Capital News

Estadual 2018 pode ter três grupos regionalizados na primeira fase

Tavares e Cezário comandaram a reunião com os clubes na Federação

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix