Campo Grande/MS, Quarta-Feira, 19 de Setembro de 2018 | 22:15
27˚
(67) 3042-4141
Esporte
Sexta-Feira, 14 de Setembro de 2018, 15h:11
Tamanho do texto A - A+

Dourados recebe Festival Nacional de Capoeira neste final de semana

Festival começa nesta sexta-feira e vai até domingo

Leonardo Barbosa
Capital News

Tereré News/Reprodução

Dourados recebe Festival Nacional de Capoeira neste final de semana

Instituto Malungo atende mais de 200 crianças em Dourados

Começa nesta sexta (14) e vai até domingo (16), em Dourados, o Festival Nacional de Capoeira que reúne mais de 200 pessoas dos estados do Maranhão, Paraná, São Paulo, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul para um evento de troca de graduação e formatura, roda de samba, maculelê e graduação do segundo mestre de Dourados, Liandro Moreira dos Santos, Macaúba.

 

O encontro é resultado de um trabalho desenvolvido com crianças e adolescentes do Instituto Malungo, da área social de Dourados, atendendo mais de 200 crianças entre o Centro de Formação Antonio Tonani (Aldeia Jaguapiru), Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar de Dourados, Centro Social Marista Dourados e Instituto Fuziy (Corpal).

 

Para um dos organizadores do evento, Liandro Moreira, a capoeira está associada a questão da construção da identidade cultural e social dos brasileiros. O significado social da capoeira se altera de acordo com o lugar social do negro no interior da sociedade brasileira. Este processo de ressignificações sociais tem contribuído para a construção de um imaginário racial, cultural e religioso afro-brasileiro específico. Atualmente, a capoeira, enquanto uma manifestação da cultura corporal se apresenta como um veículo de transmissão de valores sociais e culturais, através do diálogo (linguagem) corporal.

 

Instituto Malungo

O Instituto Cultural Malungo vem ao longo dos anos desenvolvendo projetos sociais nas mais diversas áreas em Dourados. A proposta apresentada faz se necessária abordando o protagonismo infantojuvenil sendo uma ação que contribui para a resolução de problemas, desde o núcleo familiar até questões mais amplas que envolvam lutas sociais para assegurar seus direitos enquanto cidadãos.

 

 

Na medida em que uma criança ou adolescente mais experiente na capoeira orienta e auxilia os colegas iniciantes, estabelece-se uma relação de respeito mútuo e de interdependência construtiva, que não oprime, mas faz reconhecer no outro um facilitador no processo de aprendizagem.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix