Campo Grande/MS, Sábado, 18 de Agosto de 2018 | 02:34
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Quinta-Feira, 09 de Agosto de 2018, 16h:34
Tamanho do texto A - A+

PRF prende seis homens com fardos de drogas, armas e munições

Homens estavam em dois carros e não respeitaram ordem de parada, sendo detidos após perseguição

Gian Nascimento
De Três Lagoas para o Capital News

Divulgação

PRF prende seis homens com fardos de drogas, armas e munições

Droga teria saída de Ponta Porã e iria ser levada até os Estados da Bahia e Minas Gerais

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) deteve seis homens nesta terça-feira (9) com quatro fardos de maconha e cocaína, armas e munições. A prisão aconteceu na BR-262, onde os policiais deram ordem de parada a um dos veículos, que não obedeceu e foi pego após perseguição, o outro carro foi parado minutos depois, quando foi descoberto a associação dos detidos.

O primeiro veículo a ser pego, com placas de Nova Alvorada do Sul, tinha dois homens – um brasileiro, de 21 anos, e um paraguaio, de 20 – e foi detido na Unidade Operacional do km 23 da rodovia, após quase atropelarem os federais que faziam fiscalização. Com eles foram encontrados uma pistola 9 mm, um tablete de cocaína, dois carregadores, além de três fardos de maconha.

O veículo tinha registro de furto na cidade de Tietê/SP, porém havia sido carregado de droga em Ponta Porã, tendo como destino os Estados da Bahia e Minas Gerais, segundo os detidos.

No segundo carro, com placas de Fortaleza/CE e preso minutos depois, estavam outras quatro pessoas: o motorista, de 44 anos, e outros três passageiros, com 25, 20 e 18 anos. Os federais descobriram a associação entre os integrantes de cada veículo devido à semelhança das malas onde estavam armazenadas as drogas e armas.

Os seis detidos foram levados até à Delegacia de Polícia Federal de Três Lagoas onde estão presos. Eles responderão por tráfico de drogas.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix