Campo Grande/MS, Segunda-Feira, 17 de Junho de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Terça-Feira, 26 de Março de 2019, 10h:11
Tamanho do texto A - A+

Funsat orienta trabalhadores como baixar aplicativo da Carteira de Trabalho

A Carteira de Trabalho Digital está disponível através de um Aplicativo para celular nas versões iOS e Android

Leonardo Barbosa
Capital News

Funsat/Divulgação

Funsat orienta trabalhadores como baixar aplicativo da Carteira de Trabalho

A Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) é um documento obrigatório para o trabalhador, que passou a contar também com a carteira de trabalho digital que está disponível através de um Aplicativo para celular nas versões iOS e Android. Para ter o documento digital com todas as informações acessíveis no telefone, o trabalhador deve entrar na loja de aplicativos do telefone (smartphone) e procurar por “Carteira de Trabalho Digital” e baixar a ferramenta.

 

A Carteira de Trabalho Digital não substitui a carteira de trabalho impressa. De acordo com o diretor-presidente da Funat, Cleiton Franco, o objetivo do aplicativo é facilitar a rotina do trabalhador que, na maioria das vezes, não tem tempo de ir a um posto de atendimento buscar as informações trabalhistas de seu histórico de trabalho. “Através do aplicativo, o trabalhador também pode solicitar a primeira ou segunda via da carteira de trabalho, sem precisar enfrentar filas ou faltar serviço para ir em um posto de atendimento para realizar este serviço, vale a pena baixar o aplicativo”, frisou Cleiton Franco.

 

Como baixar o App

Após entrar na loja de aplicativos do telefone e procurar por “Carteira de Trabalho Digital” e baixar a ferramenta, a próxima tela são os informes, que aparecem em seguida, apresentando uma tela com quatro opções: Entrar, Solicitar 1ª via, Solicitar 2ª via, Perguntas Frequentes. Quem tiver a senha cadastrada no cidadão.br e Sine Fácil precisará apenas colocar essa senha (será a mesma senha para os dois aplicativos). Neste caso, basta clicar em “Entrar”.

 

É necessário ler a política de privacidade, concordar e aceitar. Em seguida, será necessário digitar o CPF, a senha e clicar novamente em “Entrar”. Quem não tiver senha ainda, precisará criar uma, clicando em “Primeiro Acesso no cidadão.br” ou em “Cadastre-se”.

 

Será necessário informar dados pessoais (CPF, nome, data de nascimento, nome da mãe, estado de nascimento -se for nascido no exterior, a opção será “Não sou brasileiro”). Essas informações serão validadas no Cadastro Nacional de Informações Sociais (Cnis). Caso estejam corretas, o trabalhador será direcionado a responder um questionário com cinco perguntas sobre seu histórico laboral. Por isso, é importante ter em mãos a Carteira de Trabalho física ao tentar instalar o aplicativo mobile. É preciso acertar pelo menos quatro das cinco perguntas. Em seguida, o trabalhador receberá uma senha provisória que deverá ser trocada no primeiro acesso.

 

Caso o usuário não consiga acertar as respostas, terá de aguardar 24 horas para uma nova tentativa ou entrar em contato com a central 135 do INSS, para auxílio. Pelo aplicativo da Carteira de Trabalho Digital é possível também solicitar a 1ª e a 2ª via da carteira de Trabalho. As opções aparecem na terceira tela que se abre assim que o aplicativo é instalado. Nesse caso não é necessário passar pela autenticação. Basta clicar na opção desejada, preencher o formulário de pré-cadastro válido por 30 dias, e comparecer a um posto de atendimento para validar as informações e formalizar o pedido do documento.

 

Algumas unidades de atendimento de emissão de CTPS requerem agendamento prévio. Para verificar se o posto de sua preferência tem essa obrigatoriedade, o trabalhador pode entrar no link http://trabalho.gov.br/rede-de-atendimento

 

 

Essa solicitação também pode ser feita pela internet, caso o trabalhador não queira baixar o aplicativo. O endereço é o https://precadastroctps.trabalho.gov.br.  Mais informações sobre a Carteira de Trabalho Digital estão disponíveis em https://empregabrasil.mte.gov.br/carteira-de-trabalho-digital/

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix