Campo Grande/MS, Segunda-Feira, 20 de Novembro de 2017 | 06:17
27˚
(67) 3042-4141
Meio Ambiente
Sexta-Feira, 03 de Outubro de 2008, 08h:41
Tamanho do texto A - A+

Parque do Prosa vai melhorar trilhas para turistas

Redação Capital News (www.capitalnews.com.br)

Em parceria com a Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul, o Parque Estadual do Prosa (PEP) pretende tornar o passeio ainda mais atrativo. Em setembro, a diretora-presidente da Fundação, Nilde Brun, e técnicos da fundação, acompanhados de Pedro Menezes, gestor do PEP e demais gestores, estiveram no parque para uma visita técnica com a intenção de criar um projeto para a implantação de atrativos como tirolesa, arborismo, visitação das nascentes e até criar uma área para pique-nique.

Segundo a diretora-presidente, essa parceria com a Secretaria de Meio Ambiente só tem a contribuir para o Estado. “Mato Grosso do Sul tem várias Unidades de Conservação que ainda não estão preparadas para receber visitantes, mas com monitoramento podemos transformá-las em produtos turísticos e ajudar a disseminar a importância de preservar os recursos naturais”, diz Nilde.

No Mato Grosso do Sul existem 11 Unidades de Conservação consideradas patrimônios naturais e culturais do Estado, o Parque Estadual do Pantanal do Rio Negro, Parque Estadual do Prosa, Parque Estadual da Serra de Sonora, Parque Estadual das Nascentes do Rio Taquari, Parque Estadual das Matas do Segredo, Apa Estrada-Parque de Piraputanga. Apa Rio Cênico Rotas Monçoeiras – Rio Coxim, Monumento Natural da Gruta do Lago Azul, Aeit Estrada-Parque do Pantanal, Parque Estadual das Várzeas do Rio Ivinhema e Monumento Natural Rio Formoso. A parceria com o PEP é um projeto piloto e que pretende ser ampliada para as outras unidades de conservação do Estado que ainda não estão estruturadas.

Em Campo Grande, o Parque Estadual do Prosa tem 135 hectares dentro do perímetro urbano e protege as nascentes do Joaquim Português e do Desbarrancado, que dão origem ao Córrego Prosa. Para agendar o passeio pelas trilhas interpretativas, é necessário agendar pelo fone (67) 3326-1370, em horário comercial. O valor cobrado pela visitação é revertido para a preservação e manutenção da área, de acordo com o Sistema Nacional de Unidades de Conservação (SNUC).   (Com informações da FundturMS)

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Trinix