Campo Grande/MS, Quinta-Feira, 20 de Julho de 2017 | 22:54
27˚
(67) 3042-4141
Saúde
Quarta-Feira, 02 de Julho de 2008, 19h:06
Tamanho do texto A - A+

MS deve imunizar 787 mil pessoas contra a rubéola

Da Redação

O Ministério da Saúde está preparando estados e municípios para uma campanha inédita de vacinação contra a rubéola, que começa dia 9 de agosto e vai até 12 de setembro. Em Mato Grosso do Sul o treinamento já começou (foto), com a capacitação dos gerentes técnicos regionais que vão repassar as estratégias para os coordenadores municipais. A meta no estado é vacinar 787 mil homens e mulheres, na faixa etária de 20 a 39 anos. Para a campanha em Mato Grosso do Sul, o Ministério da Saúde destinou R$ 402 mil.

De acordo com Eugênio Barros, diretor de Vigilância em Saúde da Secretaria Estadual de Saúde, todos os agentes da área de saúde estão se preparando para esse grande esforço. “Essa será uma campanha diferente, de grande mobilização. O trabalho será dobrado”, destacou.

A ação está dentro do compromisso firmado pelos países das Américas durante a 44ª reunião do Conselho Diretor da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) de eliminar até 2010 a rubéola e a Síndrome da Rubéola Congênita (SRC) – que pode causar aborto ou malformações no bebê. A rubéola é uma doença infecto-contagiosa que pode até matar.

A campanha faz parte de uma ação preventiva para evitar a disseminação da doença. O foco principal é a população de sexo masculino, já que, em anos anteriores, mulheres e crianças foram o alvo. Em 2006, houve um aumento de casos confirmados da rubéola nos estados do Rio de Janeiro e de Minas Gerais. Em 2007, a doença atingiu 20 estados brasileiros, totalizando 8.156 casos, sendo 17 em recém-nascidos, sobretudo nas regiões Sudeste, Sul, Nordeste e Centro-Oeste. A faixa etária mais acometida é a de 20-34 anos de idade e 70% dos casos confirmados ocorreram no sexo masculino

Em Mato Grosso do Sul, conforme dados da Secretaria de Saúde (SES), de 287 casos suspeitos em 2007, 25 foram confirmados. Este ano foram notificados 94 casos mas apenas 10 foram confirmados em um acampamento de Três Lagoas.

Durante o treinamento, que acontece em Campo Grande, a consultora da campanha nacional, Salet Parise, acompanha as palestras. Ela explica que nesta campanha os agentes terão que descobrir onde está o público alvo da campanha e levar a vacina até eles. “As vacinas estarão disponíveis nos postos de saúde, porém vamos disponibilizá-las em locais públicos e empresas privadas, para atingir um número maior de pessoas que devem ser imunizadas”, ressalta.

A Campanha Nacional de Vacinação para Eliminação da Rubéola pretende vacinar aproximadamente 70 milhões de pessoas de ambos os sexos durante cinco semanas. Essa é a maior campanha de imunização já realizada no mundo. A segunda maior foi em 1992 quando o Brasil vacinou 52 milhões de crianças e adolescentes contra o sarampo.

A imunização será feita em duas grandes frentes: com a aplicação da vacina Dupla Viral (sarampo e rubéola) em homens e mulheres com idade entre 20 e 39 anos de todo o país, e por meio da vacina Tríplice Viral (sarampo, caxumba e rubéola) em indivíduos entre 12 e 19 anos nos estados do Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso, Rio de Janeiro e Rio Grande do Norte, além de toda população indígena que vive em aldeias. (Com Assessoria)

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Trinix