Campo Grande/MS, Sábado, 23 de Setembro de 2017 | 03:27
27˚
(67) 3042-4141
Meio Ambiente
Quarta-Feira, 24 de Abril de 2013, 18h:32
Tamanho do texto A - A+

MPF investiga descarrilamento de trem

Bruno Chaves - Capital News (www.capitalnews.com.br)

Um inquérito civil público para apurar as causas e consequências do acidente ferroviário com o trem da América Latina Logística (ALL) foi instaurado pelo Ministério Público Federal em Mato Grosso do Sul (MPF/MS).

O descarrilamento do trem aconteceu em Inocência, município distante a 399 km da Campo Grande, na última quarta-feira (17). Ao todo, 23 vagões descarrilaram. Todos estavam carregados de combustível e o acidente provocou incêndio de grande proporção no local, além de derramamento de óleo.

Ninguém se feriu. Entretanto, por mais que o acidente tenha ocorrido em um trecho de montanha, existe possibilidade de dano ambiental. Segundo informações do MPF/MS, repassadas por meio da assessoria de imprensa, foram 2 milhões de litros de combustível queimados ou derramados na região.

No dia do acidente, uma equipe do MPF/MS – acompanhada de representantes do Ministério Público Estadual e da Polícia Federal – visitou o local e constatou as “significativas dimensões do descarrilamento”.

O MPF apura, no inquérito, as medidas adotadas pela ALL para garantir a segurança de operação, manutenção de equipamentos e linhas, segurança de instalações e pessoal e ações de contingenciamento de emergência.

Riscos ambientais

Em relação aos danos meio ambiente, os possíveis danos serão apurados pelo setor de criminalística da Polícia Federal, que realizou perícia no local logo após o acidente.

A Polícia Militar Ambiental e o Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) também foram chamados para acompanhar o caso.

As conclusões dos órgãos policiais e ambientais serão encaminhadas ao MPF/MS para a adoção de medidas cabíveis.
 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Trinix