Campo Grande/MS, Quarta-Feira, 20 de Março de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Colunistas
Domingo, 09 de Dezembro de 2018, 12h:23
Tamanho do texto A - A+
Colunistas

Como uma praia esquecida no Japão se tornou a grande sensação do Instagram em 2018

Por Raphael Granucci

Da coluna Viagens
Artigo de responsabilidade do autor

Praia de Chichibuga, na ilha de Shikoku, era pouco conhecida até fotos de fins de tarde incríveis começarem a aparecer na rede social

Istock Photos

ColunaViagens

Pessoas caminhando pela areia são uma visão comum na praia de Chichibuga, na ilha de Shikoku, no Japão, mas engana-se quem pensa que buscam apenas tranquilidade ou um momento ideal para entrar no mar: elas costumam estar ali esperando pelo pôr do sol para tirar uma foto.

Quando o sol começa a se posicionar no horizonte, tudo vira urgência. Os tripés são alinhados à beira da água, os bastões de selfie são erguidos, grupos de amigos se colocam contra o fim da tarde e começam a sincronizar seus pulos conjuntos, enquanto algumas mulheres instruem seus namorados sobre como eles devem ser fotografados olhando para o mar. Depois, já de noite, tudo vai para o Instagram.

Chichibuga é uma pequena praia de um quilômetro com areia fofa e vista para o Mar de Seto, na costa norte de Shikoku, a menor e mais rural das quatro ilhas que formam o Japão. Localizada entre a maior ilha, Honshu, com suas metrópoles - Tóquio, Kyoto, Osaka e Hiroshima - além das montanhas, e a ilha de Kyushu (geralmente chamada de parte mais bonita do país), Shikoku é quase esquecida pelos visitantes internacionais.

Os poucos turistas na ilha, porém, se defrontam com uma enorme herança religiosa - os 88 templos sagrados orientam a maior trilha de peregrinação do Japão -, além de belezas naturais, como desfiladeiros, rios, cachoeiras e a Costa Pacífica. Apesar de ser facilmente acessível de Honshu - a capital da ilha, a portuária Takamatsu, fica a uma 1h20 de viagem de carro -, a costa de Seto não costuma aparecer na lista das atrações turísticas japonesas. Assim, a praia de Chichibuga, nos arredores da cidade de Mitoyo, também não recebia visitantes. Até recentemente.

Em 2016, o departamento de turismo de Mitoyo criou uma competição fotográfica entre os moradores locais. A foto vencedora mostrava duas crianças refletidas nas águas da praia como se o mar fosse um espelho, enquanto, ao fundo, o pôr do sol permitia ver apenas sombras. Ninguém imaginava, mas a imagem rodou o mundo, trazendo consigo uma legião de turistas querendo repeti-la.

Ao mesmo tempo, Akiyoshi Kuramoto, um funcionário do departamento e apaixonado por fotografia, ficou fascinado com o efeito de espelho da água da praia. Ele passou a visitá-la todos os fins de tarde e clicar pessoas passando pelas areias, sempre usando a hashtag #uyuniofjapan, em referência ao deserto de sal no interior da Bolívia - outro lugar postado à exaustão no Instagram.

Kuramoto começou a postar as fotos explicando aos seus seguidores como fazer os mesmos efeitos, enquanto crescia o número de seguidores japoneses e do exterior. Em 2018, a popularidade da praia atingiu seu ponto máximo até agora, quando a companhia de viagens local Jalan nomeou Chichibuga como o melhor lugar de todo o Japão para se admirar o pôr do sol. No verão deste ano, Mitoyo registrou a chegada de 50 mil turistas ao local.

Segundo uma reportagem do jornal Japan Times, nos finais de semana a sensação continua: jovens de todo o país dirigem por horas até a cidade em Shikoku para esperar o pôr do sol e fotografar. Depois, como esteira do novo cartão-postal, as pessoas procuram o famoso lamen da região antes de voltarem às suas cidades. Em alguns casos, a viagem não vale a pena: nem todos os dias são ensolarados, e muitas vezes não há pôr do sol para se ver.

O Japão é o país mais fotografado da Ásia e o segundo mais registrado do mundo. Em 2019, a tendência deve continuar: ele vai receber a Copa do Mundo de Rugby e o festival Setouchi de artes marciais e, em março, será inaugurada a primeira linha aérea entre Londres e Osaka. Agora, entre grandes cidades, florestas de bambu, templos, montanhas e alpes de esqui, os usuários regulares do Instagram que se interessam pelo Japão estão provavelmente prontos para ver uma pequena praia numa ilha esquecida se tornar ponto obrigatório de parada.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix