Campo Grande/MS, Quinta-Feira, 18 de Outubro de 2018 | 02:02
27˚
(67) 3042-4141
Colunistas
Sexta-Feira, 12 de Outubro de 2018, 10h:12
Tamanho do texto A - A+
Colunistas

Rejeitados nas urnas, 14 partidos devem ficar sem tempo de TV e dinheiro público

Por Marco Eusébio

Da coluna Entrelinhas da Notícia
Artigo de responsabilidade do autor

Fotos Reprodução e imagem Agência Câmara

ColunaMarcoEusébio

Rede de Marina, Patriota de Boulos e PCdoB de Manuela D'Ávila estão entre as siglas que não cumpriram a cláusula de Barreira

A partir de 2019, 14 dos 35 partidos com registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deverão ficar sem tempo de divulgação gratuita no rádio e TV e sem verba do fundo partidário: Rede, Patriota, PCdoB, PCB, PRTB, PSTU, PHS, DC, PCO, PMB, PMN, PPL, PRP e PTC. Conforme a Agência Câmara, essas siglas não tiveram votos suficientes nas eleições de domingo previstos na cláusula de barreira, que exige a eleição de pelo menos 9 deputados de 9 estados ou no mínimo 1,5% dos votos válidos para deputado federal (1.475.085 votos) distribuídos em pelo menos 9 estados e com, ao menos, 1% de votos em cada um deles. Na prática, a regra visa evitar que partidos rejeitados pela maioria dos eleitores continuem sobrevivendo com recursos pagos pela população. Como algumas candidaturas ainda estão sendo analisadas pela Justiça Eleitoral, é possível que haja alteração nos resultados. O levantamento oficial deve ser divulgado pela Câmara até o fim da semana.

 

 

   Leia a coluna de hoje clicando aqui em Marco Eusébio in Blog

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix